Imagem do artigo

Como emitir Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

Giovanna Baseotto
Escrito por Giovanna Baseotto
Nota dos leitores
para este artigo:
9.3

A NF-e traz mais praticidade e segurança para qualquer atividade on-line, além de desburocratizar processos e economizar tempo de empresas e pessoas. Então, veja abaixo como emitir Nota Fiscal Eletrônica (NF-e).

Primeiramente, o Certificado Digital NF-e  permite o gerenciamento mais eficaz e seguro de uma empresa. Pois, garante a validade e a segurança dos dados transmitidos e maior controle do volume de notas emitidas mensalmente. Esse Certificado Digital pode ser uma peça importantíssima na profissionalização, automação e crescimento do seu negócio.

Mesmo quem é um Micro Empreendedor Individual (MEI) e precisa transmitir dados para outras empresas, necessita de Certificado Digital. A NF-e está relacionada à cobrança do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), nas operações de vendas e na prestação de serviços.

 

Requisitos para emitir NF-e

 

1 – Certificado Digital: para emitir uma NF-e é preciso possuir um Certificado Digital no padrão ICP-Brasil, que pode ser tanto do tipo A1 quanto A3.

A Serasa Experian Certifico Digital fornece os dois tipos.

2 – Dispositivos: na emissão da NF-e é preciso utilizar um computador, celular, tablet ou notebook, conectados à Internet.

3 – Conexão à Internet: É impossível emitir NF-e sem acesso à internet, pois será feita a comunicação direta com a Sefaz e a Receita Federal, para a liberação automatizada da emissão da sua NF-e.

4 – Software: é preciso possuir um programa emissor de NF-e (software) ou fazer o download do emissor gratuito disponibilizado pela Sefaz. É importante verificar se o software emissor de NF-e é compatível com o dispositivo que irá ser utilizado.

Prefira utilizar ferramentas que estão 100% na nuvem, que não tenham limite de emissão mensal — pois alguns sistemas cobram taxas extras pelo excedente —, e que ofereçam a possibilidade de utilização por mais de um usuário.

 

Quem precisa ter um Certificado Digital?

 

De modo geral, o Certificado Digital do tipo “NF-e” é ideal para quem precisa emitir os seguintes documentos fiscais:

1.  Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)
2.  Nota Fiscal Avulsa Eletrônica (NFA-e)
3.  Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e)
4.  Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e).

Qual é a diferença entre um e-CNPJ e um NF-e?

 

Diferentemente do e-CNPJ, o certificado NF-e pode ser emitido para qualquer funcionário da empresa — não necessariamente o representante junto à Receita Federal. Por isso, ele permite ao empresário nomear o responsável pela emissão das Notas Fiscais sem que seja necessário compartilhar o e-CNPJ da empresa e senha, o que não é recomendado.

 

Como fazer o credenciamento junto à Sefaz

 

A NF-e será o reconhecimento da empresa diante dos órgãos públicos, como as secretarias da Fazenda dos Estados (Sefaz) ou dos municípios. Você deve solicitar o credenciamento junto à Sefaz estadual em que está a sede da empresa. Cada Estado ou município pode ter suas especificidades, mas em linhas gerais, basta entrar no site do serviço e, usando seu login e senha, preencher com os dados da sua empresa. Somente após o credenciamento é que você vai poder emitir as suas NF-e, além de poder fazer ainda diversas outras ações relacionadas à contabilidade da sua empresa.

 

Como preencher os campos da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

 

Normalmente, o software já irá gravar todas as informações da sua empresa, não sendo necessário preenchê-las a cada vez que você for emitir uma nota.

Porém, diversos campos obrigatórios deverão ser preenchidos manualmente sempre que você for emitir uma NF-e, como:

1 – Dados do Destinatário

Trata-se do cliente, que adquiriu o produto ou serviço. Os dados dele são o CNPJ ou CPF, endereço, Razão Social ou Nome Completo, Inscrição Estadual e Inscrição Municipal, quando houver.

 

2 – Nome ou Identificação do Produto ou Serviço

Descrição detalhada e completa, com nome, marca, modelo, a série, espécie, tamanho, cor e outras informações que venham a ser úteis para sua identificação.

3 – Tipo

O tipo de unidade vendida, por exemplo, UN significa UNIDADE, PC significa PEÇA, M² significa METRO QUADRADO.

 

4 – Quantidade

A quantidade vendida. Por exemplo, se você vendeu 5 pneus, a quantidade será 5. Se for tecido em metro quadrado, preencha o total de metros quadrados vendidos, por exemplo, 3,58.

5 – Valor unitário

Aqui preencha com o preço final da venda de cada unidade.

6 – Valor total

Aqui preencha o valor unitário multiplicado pela quantidade vendida.

Manuais da Receita de como emitir Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

 

Caso você precise de mais informações para preencher a sua Nota Fiscal Eletrônica, no site da Receita Federal estão disponíveis diversos manuais, que você pode acessar clicando aqui.

Por fim, a Serasa Experian oferece todo o suporte para seus clientes, para ajudá-los com o uso do Certificado Digital e emissão da NF-e. Para obter mais informações, acesse: https://serasa.certificadodigital.com.br/nfe/.

 

Este artigo lhe foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Obrigado pelo seu voto!

Ele será muito importante para nossa avaliação
Usamos cookies para personalizar o conteúdo, adaptar e medir anúncios, além de oferecer uma experiência mais segura a você. Ao continuar a navegação em nosso site, você concorda com o uso dessas informações. Leia nossa Política de Cookies e saiba mais.
×
Assine nossa newsletter | Assine a newsletter e receba as últimas novidades no seu email.