Serasa Certificado Digital - Logo
Compre já seu Certificado
Imagem do artigo

Carteira de Vacinação Digital: como funciona o passaporte da vacina que permite viagens

Avatar
Escrito por Certificado Digital
Nota dos leitores
para este artigo:
8.6

Muitos países estão exigindo o comprovante de imunização contra Covid-19 para a entrada de viajantes. É aí que entra a carteira digital de vacinação, um documento que pode ser emitido gratuitamente pela internet e que certifica o esquema vacinal do cidadão de forma prática.

Assim, você pode viajar com menos papel na carteira e reduzir o risco de perda ou ilegibilidade dos dados. Conheça essa e outras inovações na área da saúde que indicam uma forte tendência de concentração das informações médicas no meio digital! Continue a leitura!

AFINAL, O QUE É A CARTEIRA DIGITAL DE VACINAÇÃO?

O Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP) é um documento que comprova a imunização a algumas doenças. Alguns países exigem essa comprovação no processo de entrada em seu território, por isso, ele é necessário para viajantes. Se você vai viajar, pode descobrir se o seu destino tem essa exigência por meio do Sistema de Emissão do CIVP, mantido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Basta clicar em “Exigências de Viagem” e localizar o seu país de destino na lista. No Peru, por exemplo, é obrigatório apresentar o CIVP de Febre Amarela.

Esses certificados ainda são impressos, porém, há a tendência de que logo se tornem digitais. Para a imunização contra Covid-19, por exemplo, já há a carteira digital de vacinação, emitida por meio do aplicativo ConecteSUS gratuitamente.

E, como muitas nações já incluíram a imunização contra Covid-19 entre os requisitos obrigatórios para entrada em seus territórios — incluindo Chile, Austrália, Estados Unidos e França —, esse documento também é necessário para viajantes.

O app ConecteSUS também está disponível para download no iOS e no Android. Para gerar sua carteira digital, o cidadão precisa estar com o esquema vacinal completo (duas doses ou dose única) e ter login no sistema Gov.br, por meio do CPF ou de um certificado digital.

Então, deve clicar sobre o ícone da vacina, escolher “Ver as doses administradas” e abrir o detalhamento das doses. Em seguida, basta clicar no botão de emissão do certificado. É possível obter o documento traduzido para o inglês e o espanhol.

Lembrando que a carteira digital de vacinação não é útil apenas para quem tem viagens internacionais no radar. Afinal, muitos estabelecimentos brasileiros (de lazer, gastronomia, cultura etc.) também estão exigindo a comprovação da imunização.

QUAIS TENDÊNCIAS ACOMPANHAM A CARTEIRA DIGITAL DE VACINAÇÃO?

O ConecteSUS é um sistema que reúne o histórico de serviços públicos de saúde utilizados pelo cidadão. Além de ser o canal para emitir a carteira digital de vacinação, o aplicativo serve para centralizar informações de saúde no meio virtual.

Esse é um movimento definitivo na área, afinal, com tantos dados, é difícil realizar uma gestão eficiente por meio de métodos analógicos. No contexto da pandemia de Covid-19, a necessidade de agilizar operações, integrar informações e, sobretudo, digitalizar processos se tornou ainda maior.

Por meio da tecnologia, é possível ganhar tempo, reduzir erros, usar menos insumos, aumentar o alcance de informações, entre outras vantagens. Além da carteira digital de vacinação, outras tendências são a receita digital e a telemedicina. Veja!

  • TELEMEDICINA

A telemedicina é uma tendência que já existia, mas que foi acelerada na pandemia de Covid-19. Logo no início, o atendimento médico remoto foi autorizado em caráter emergencial pelo Ministério da Saúde. Atualmente, o Conselho Federal de Medicina (CFM) está revisando e regulamentando a prática definitivamente.

Em linhas básicas, a telemedicina diz respeito ao atendimento, diagnóstico e suporte ao paciente oferecidos a distância, por intermédio de dispositivos eletrônicos. Entre as grandes vantagens estão a redução de pacientes nos ambientes físicos — motivo por que essa prática ganhou tanta relevância no contexto da pandemia, quando era necessário reduzir a circulação do vírus.

Outros aspectos positivos da telemedicina são o aumento da capacidade de atendimento, por exemplo, levando especialistas para regiões mais isoladas. Ainda, há uma maior acessibilidade, já que por meio da telemedicina pacientes com dificuldade de locomoção podem ser atendidos virtualmente.

  • RECEITA DIGITAL

A receita digital está inserida no contexto da telemedicina, onde laudos e prontuários eletrônicos também têm sua vez. Como o nome indica, ela é a versão digital da prescrição médica, podendo ser emitida tanto após uma consulta virtual como presencial.

Por meio de soluções como o certificado digital, o documento tem a mesma validade e reconhecimento que uma receita física. Isso porque ela só pode ser emitida por profissionais da saúde com seus registros em dia, sendo validada por meio de uma assinatura digital protegida por criptografia.

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DA DIGITALIZAÇÃO NA ÁREA DA SAÚDE?

Essas inovações — a carteira digital de vacinação, a telemedicina e a receita digital — têm em comum diversos benefícios, tanto em termos de eficiência gerencial como em praticidade para o cidadão. Para começar, as soluções que se utilizam da tecnologia apresentam qualidade igual ou superior àquelas tradicionais.

Por exemplo, a receita digital é completamente segura, sendo que há padrões rígidos para sua validação por meio da assinatura digital. Por outro lado, há diversos aspectos em que as inovações são mais vantajosas, como os que citamos abaixo.

  • COMODIDADE E PRATICIDADE

Ter a carteira digital de vacinação no celular é mais prático do que carregar o comprovante de imunização na carteira, onde há maiores riscos de avaria, perda ou esquecimento. Além disso, as soluções digitais são muito cômodas, já que proporcionam o acesso a informações ou a serviços de forma instantânea e por meio de poucos cliques.

  • MAIOR CONTROLE DE INFORMAÇÕES

A concentração de serviços médicos no meio digital favorece a integração de informações. Isso é excelente para otimizar o atendimento e até mesmo a oferta de serviços públicos no Brasil, visto que os dados clínicos podem ser acessados de forma descomplicada e utilizados para análises de indicadores e tomadas de decisões estratégicas.

  • Redução no consumo de insumos

Essas inovações também estão a favor da sustentabilidade. Afinal, as versões digitais de documentos não exigem o uso de papel e tinta para impressão. Assim, há menos consumo de matéria-prima, redução do volume de lixo gerado e promoção de economia em relação aos custos com a produção de material gráfico.

Gostou de conhecer a carteira digital de vacinação? Como você viu, essa e outras soluções que utilizam recursos tecnológicos estão cada vez mais presentes na área da saúde devido aos grandes benefícios que elas proporcionam.

As informações foram úteis? Então, não se esqueça de compartilhar o conteúdo nas suas redes!

Este artigo lhe foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Obrigado pelo seu voto!

Ele será muito importante para nossa avaliação
Usamos cookies para personalizar o conteúdo, adaptar e medir anúncios, além de oferecer uma experiência mais segura a você. Ao continuar a navegação em nosso site, você concorda com o uso dessas informações. Leia nossa Política de Cookies e saiba mais.
Assine nossa newsletter | Assine a newsletter e receba as últimas novidades no seu email.