Imagem do artigo

O que declarar no Imposto de Renda?

Avatar
Escrito por Comunicação
Nota dos leitores
para este artigo:
6.9

Na hora de declarar seu imposto de renda você precisa informar tudo o que ganhou ou pagou no anterior. É necessário declarar os ganhos referentes à aluguéis, venda de bens, despesas com construções e reformas em imóveis. Caso tenha alguma fonte alternativa de renda, está também deve ser listada.

Além disso, é preciso informar todos os bens e direitos que faziam parte de seu patrimônio até 31 de dezembro do ano passado.

Nessa categoria, entram veículos e imóveis (independente do valor), além de bens móveis (como joias ou quadros com valor acima de R$ 5 mil), que também precisam ser declarados.

Mesmo ganhos isentos de IR, como resgate do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), recebimento de herança e rendimentos de ações judiciais devem ser. O mesmo vale para investimentos com isenção de IR, como Caderneta de Poupança.

Um ponto importante: quem declara dependentes precisa informar qualquer rendimento por parte deles. Por exemplo: se o filho é estagiário em uma empresa, o pai ou a mãe deve informar os rendimentos dele na sua declaração.

Como declarar uma compra financiada?

Se você financiou um carro ou imóvel é necessário informar o financiamento na hora de declarar o Imposto de Renda, na ficha “Bens e Direitos”. Neste caso você não deve declarar o preço total da compra, você deve declarar apenas o valor efetivamente pago com as prestações do financiamento até o dia 31 de dezembro de 2019.

Na coluna “Situação em 31/12/2019”, informe o valor total pago até então (incluindo a entrada e as parcelas já pagas), mesmo que você esteja declarando o bem pela primeira vez.

No campo “Discriminação”, declare que o veículo ou imóvel foi financiado.
No caso do veículo, você deverá informar os seguintes dados: modelo, ano, valor total do carro, CNPJ ou CPF do vendedor, valor da entrada (se tiver sido paga em 2019), quantidade total de parcelas e número de prestações pagas até 31/12/2019.

Não é necessário informar nenhum valor na ficha “Dívidas e Ônus Reais” da declaração. Ainda assim, se você informar o saldo devedor neste campo, fique tranquilo porque isso não o fará cair na malha fina.

Este artigo lhe foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Obrigado pelo seu voto!

Ele será muito importante para nossa avaliação
Usamos cookies para personalizar o conteúdo, adaptar e medir anúncios, além de oferecer uma experiência mais segura a você. Ao continuar a navegação em nosso site, você concorda com o uso dessas informações. Leia nossa Política de Cookies e saiba mais.
×
Assine nossa newsletter | Assine a newsletter e receba as últimas novidades no seu email.