Imagem do artigo

O que fazer se tiver saldo a pagar do IR?

Giovanna Baseotto
Escrito por Giovanna Baseotto
Nota dos leitores
para este artigo:
6.1

A Receita Federal ampliou, neste ano, o prazo para o agendamento do pagamento via débito automático para os contribuintes que tenham imposto a pagar na declaração do Imposto de Renda de 2020. A informação foi dada pelo subsecretário de Gestão Corporativa da Receita Federal, Moacyr Mondardo Júnior. Mas, o que fazer se tiver saldo a pagar do IR?

O imposto pode ser pago em uma única quota ou em até oito parcelas. O valor total do imposto a pagar não deve ser menor que R$ 10. Caso isso ocorra, o pagamento não poderá ser realizado, e o valor será somado ao imposto devido no ano seguinte ou quando atingir o valor mínimo.

Quem quiser pagar através de débito automático desde a primeira das oito quotas possíveis ou ainda em quota única, deve entregar a declaração até o dia 10 de abril. Antes este prazo era só até o final de março. Cabe lembrar que esse registro só pode ser realizado após a entrega da declaração.

Para a escolha do parcelamento, o total do imposto devido deve ser superior a R$ 100. Isso porque nenhuma quota pode ser menor que R$ 50. Ao optar pelo parcelamento, cada parcela terá um acrescimento de juros acumulados equivalente à taxa Selic + 1% referente ao mês de pagamento.

Por fim, aqueles que entregarem a declaração a partir do dia 11 de abril e tiver imposto a pagar, terá que realizar o pagamento da primeira parcela através de Darf (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) – o débito automático só será autorizado a partir da segunda parcela.

Mesmo o prazo tendo sido estendido, é importante o contribuinte preencher e enviar a declaração quanto antes. Dessa forma, é possível evitar atrasos e reduzir o risco de erros no preenchimento do documento.

Prazos de pagamento

Quem optar pelo pagamento em quota única, o pagamento deve ser feito até o dia 30 de abril, data final para a entrega da declaração do imposto de renda de 2020.

Inclusive, para aqueles que optaram pelo parcelamento, o vencimento da primeira parcela também é dia 30 de abril. As parcelas subsequentes têm o seu vencimento sempre no último dia útil de cada mês. Em caso de atraso no pagamento, o contribuinte fica sujeito a multa de 0,33% ao dia, com limite de 20%.

Dica bônus

Por fim, uma forma de fazer a declaração com rapidez e segurança é por meio do uso do certificado digital. Ele permite o acesso à declaração pré-preenchida diretamente no site da Receita, sem, portanto, a necessidade de baixar o programa. Saiba mais acessando https://serasa.certificadodigital.com.br/ecpf/.

Este artigo lhe foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Obrigado pelo seu voto!

Ele será muito importante para nossa avaliação
Usamos cookies para personalizar o conteúdo, adaptar e medir anúncios, além de oferecer uma experiência mais segura a você. Ao continuar a navegação em nosso site, você concorda com o uso dessas informações. Leia nossa Política de Cookies e saiba mais.
×
Assine nossa newsletter | Assine a newsletter e receba as últimas novidades no seu email.