Imagem do artigo

Por que monitorar a concorrência nos canais digitais ?

Avatar
Escrito por Certificado Digital
Nota dos leitores
para este artigo:
10

Por que monitorar a concorrência nos canais digitais e como fazer isso a favor do seu negócio

Você tem o hábito de ficar de olho no que seus concorrentes estão fazendo? Eles podem ser a pista do que você deve fazer (e do que não deve também!) para melhorar a presença digital do seu negócio e a relação com seus clientes. Saiba como começar a monitorar a concorrência nos canais digitais.

Motivos para monitorar a concorrência  

Você fica por dentro das tendências do mercado – no meio digital as mudanças acontecem muito rápido. Por isso, não é sábio assumir uma posição de quem já sabe tudo e não precisa olhar para o lado para se atualizar. Ao ter referências externas, você treina seu olhar para identificar quais estratégias que dão certo dentro do segmento da sua empresa e aprende até a antecipar lançamentos.

Você se inspira para ter ideias – olhar para seu concorrente não significa copiar o que ele está fazendo. Mas ter contato com outros tipos de publicações, artigos, temas, estratégias de fidelização de clientes etc, ajuda você a pensar em ideias e soluções adequadas e adaptáveis ao seu negócio.

Você encontra possíveis parcerias – ao monitorar seus concorrentes, automaticamente você estará mais próximo do nicho de mercado que fazem parte. Com isso, fica mais fácil de conhecer fornecedores, pessoas que podem ser embaixadoras da sua marca e até esbarrar em outras empresas que tenham sinergia com a sua e estejam dispostas, inclusive, a fazer parcerias. Encare seus concorrentes não como inimigos do seu negócio, mas como uma rede de networking.

Você identifica o que não fazer – estar atento ao que seus concorrentes estão fazendo nos canais digitais é importante para identificar estratégias que não funcionam ou não são bem recebidas pelo público-alvo, formas negativas de atendimento ao público, problemas de logística na entrega de produtos, entre outros maus exemplos de experiências com os clientes.

Como monitorar a concorrência de forma efetiva nos canais digitais

  1. Descubra quem são seus concorrentes – Antes de começar uma estratégia de monitoramento, é preciso definir quem são seus concorrentes. Um ponto de partida é pensar em marcas que competem diretamente com o seu negócio – tem porte semelhante, oferece os mesmos serviços/produtos, vende para o mesmo nicho e que você gostaria de superar.

Faça uma pesquisa por palavras-chave – uma forma assertiva de buscar concorrentes é fazer uma pesquisa por palavras-chave mais buscadas dentro do seu segmento de negócio e selecione os dez primeiros resultados que aparecerem. Quanto mais específica a palavra-chave, mais chances de achar concorrentes diretos.

Por exemplo: suponhamos você tem um e-commerce de roupas femininas para jovens que gostam de moda alternativa e 90% das suas vendas são para o estado de São Paulo. Se ao fazer a pesquisa no buscador você usar “roupas femininas”, seus resultados serão vagos. Ao optar por “roupas femininas moda alternativa SP”, provavelmente achará os resultados que precisa.

Seja realista – não faz sentido querer competir diretamente com uma multinacional se você tem uma microempresa. É interessante estar antenado nas ações digitais para ter conhecimento, mas se for acompanhar assiduamente todas as empresas, não sobrará tempo para se dedicar ao seu próprio negócio.

  1. Fique de olhos nos canais digitais dos seus concorrentes

Crie uma tabela com os concorrentes que você irá monitorar – e faça uma relação dos canais digitais que eles possuem: site, Instagram, Facebook, YouTube, Twitter. Use esse documento para anotar os dados que analisar e suas interpretações.

Veja comentários e avaliações dos clientes – uma prática comum de quem monitora a concorrência é olhar comentários dos consumidores, principalmente os negativos, e como as empresas resolvem as situações. Veja quais as principais reclamações sobre a concorrência para não deixar acontecer na sua empresa. A forma com que as outras empresas lidam com as críticas também podem servir de exemplo – positivo ou negativo – em situações de gerenciamento de crise.

  1. Filtre as informações que vai usar a favor do seu negócio

Faça as perguntas corretas na hora de analisar os dados – nem todas as informações dos seus concorrentes vão ser úteis para o seu negócio. Imagine que uma das empresas que você está monitorando mantem o blog desatualizado, mas produz conteúdo frequentemente no Instagram e tem uma ótima interação com os usuários por lá.

Neste caso, não vale a pena perder tempo procurando insights do blog, mas sim tentar achar as respostas para as perguntas: “Por que a marca está concentrando a comunicação nesse canal?”, “O que isso pode dizer sobre os possíveis consumidores?”.

Cruze dados para tirar interpretações – para isso é importante registrar periodicamente os resultados das pesquisas de monitoramento dos seus concorrentes. Algumas ferramentas, como veremos adiante, possibilitam que você tenha acesso a informações como ranqueamento do site em uma determinada categoria, número de visitas no site, porcentagem de tráfego orgânico e pago, total de menções nas redes sociais e muitas outras.

Algumas informações isoladas não dizem muito coisa, por isso é preciso cruzar com outros dados. Por exemplo: um dos seus concorrentes teve um crescimento incomum de seguidores no Instagram em determinada semana. Você pensa no que ele pode ter feito para esse resultado e descobre que naquela semana ele fez uma ação patrocinada com um influenciador entre o público-alvo da sua marca.

Ferramentas para ajudar a monitorar a concorrência

  1. Google Alerts – Essa ferramenta do Google funciona de forma gratuita e envia a você relatórios diretamente para o seu e-mail com as informações que quer receber, como a utilização de palavras-chave na internet em tempo real, por exemplo. Basta registrar o termo no Google Alerts.

Como pode ajudar no monitoramento de concorrentes:

  • Monitorar as menções feitas sobre um concorrente ou até mesmo sua própria empresa. É possível receber um alerta por e-mail sempre que uma empresa for mencionada na internet;
  • Descobrir os canais que seus concorrentes estão sendo citados;
  • Monitorar palavras-chave.
  1. SEMrush – É uma ferramenta muito usada para buscar dados sobre as palavras-chave usadas pela concorrência para otimizar o ranqueamento nos buscadores. Ao inserir a url de um site, a plataforma gera um gráfico com dados sobre o domínio. É possível usar a versão gratuita ou paga da ferramenta.

Como pode ajudar no monitoramento de concorrentes:

  • Permite saber quais as palavras-chave orgânicas e pagas usadas por determinado site e como elas ranqueiam;
  • Apresenta o tráfego de busca por marca;
  1. Hootsuite – Essa ferramenta é ideal para quem quer monitorar redes sociais, já que tem integração com mais de 35 sites de redes sociais e permite levantar dados de compartilhamento, seguidores, engajamento, menções, entre outros. A ferramenta é paga mas possui avaliação gratuita de 30 dias.

Como pode ajudar no monitoramento de concorrentes:

  • Permite configurar vários feeds de redes sociais para monitorá-los em seu painel, o que faz economizar tempo;
  • É possível pesquisar qualquer tópico ou palavra-chave e filtrar por data, dados demográficos, localização, entre outros. Assim é mais fácil de entender a percepção das marcas no mercado;
  • Os relatórios podem ser personalizados com as métricas mais relevantes para você.
  1. SimilarWeb – Essa ferramenta é ideal para quem quer comparar sites e ter uma análise bem detalhada do desempenho web geral de um concorrente. Ao digitar um site, a plataforma gera relatórios com dados como número total de acessos, tráfego orgânico e pago, número de páginas visitadas, taxa de rejeição, tempo médio de visita no site, entre outros. A ferramenta possui versão gratuita e paga.

Como pode ajudar no monitoramento de concorrentes:

  • Permite descobrir de onde vem o tráfego de um site, quais canais trazem mais visitantes e de onde eles são;
  • É possível comparar o seu site com o de outros concorrentes;
  • A versão paga da ferramenta traz sugestões de palavras-chave relevantes para otimizar o ranqueamento do seu site ou fazer campanhas de anúncio.

 

Conteúdos relacionados no site da Serasa Experian

Este artigo lhe foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Obrigado pelo seu voto!

Ele será muito importante para nossa avaliação
Usamos cookies para personalizar o conteúdo, adaptar e medir anúncios, além de oferecer uma experiência mais segura a você. Ao continuar a navegação em nosso site, você concorda com o uso dessas informações. Leia nossa Política de Cookies e saiba mais.
×
Assine nossa newsletter | Assine a newsletter e receba as últimas novidades no seu email.