Expandir os negócios: esse é um dos objetivos de boa parte dos empreendedores quando começa a perceber que suas empresas estão dando certo. Na prática, porém, o sonho da prosperidade deve sempre ser pontuado por uma série de análises tanto internas quanto externas, considerando a situação do mercado e da economia.

Quaisquer que sejam as estratégias de expansão, a verdade é uma só: traçá-las demanda planejamento, avaliação de métricas e pé no chão. Neste post, vamos mostrar quais são os sinais que demonstram a hora certa de expandir negócios. Também vamos falar sobre as formas de fazer isso com segurança. Acompanhe!

 

Avalie a demanda de clientes

O primeiro ponto de análise para você começar a se planejar em prol do crescimento da empresa diz respeito à demanda atual dos clientes. É preciso saber se sua entrega está adequada à procura, se atende dentro dos prazos, se há muita sobra no estoque, entre outros fatores que podem demonstrar se a procura por seus produtos ou serviços justificam a necessidade de expandir.

Afinal de contas, esse crescimento deve estar diretamente ligado ao aumento do número de clientes, uma vez que são justamente eles que farão com que as contas sejam pagas. Uma possibilidade é a oferta de novos produtos ou serviços, caso haja procura.

 

Verifique a lucratividade do negócio

Muitas vezes, o que impulsiona a vontade de expandir é a euforia causada por meses seguidos com registro recorde de lucros. Mas é preciso tomar bastante cuidado ao fazer essa análise, ok? Resultados pontuais não podem balizar sua tomada de decisão. É preciso fazer uma avaliação histórica dos lucros para definir se é mesmo o momento certo para expandir.

Entre os pontos que devem ser verificados estão a questão da sazonalidade (aumento da demanda em função do período) e se os ganhos são contínuos em um período de análise ideal de pelo menos 2 a 3 anos. Só assim você poderá mensurar se realmente há uma estabilidade do negócio, fundamental para dar base à expansão.

 

Analise as necessidades do mercado

Além dos fatores internos e do olhar sobre as necessidades dos seus clientes, você precisa avaliar como está o mercado na sua área de atuação. Nessa análise, procure entender se o aumento da demanda por seus serviços ou produtos é geral. A concorrência também passa por esse momento?

Pense bem: planejar uma expansão em um período em que há previsão de queda da procura pode resultar em um tiro no pé. Isso porque, nesses casos, os prejuízos costumam ser devastadores para o negócio no longo prazo.

 

Pense na situação econômica do país

A avaliação de mercado é fundamental sim, mas também é preciso dar a devida atenção à situação econômica do país e do mundo, pois a influência que esses cenários exercem sobre os negócios é direta. Nos momentos de crise, os bancos costumam aumentar as taxas de juros e dificultar as linhas de crédito, por exemplo.

Além disso, o poder aquisitivo do seu público também estará afetado, o que pode resultar em queda nas vendas, minando sua rentabilidade. É preciso expandir negócios sim, mas o processo não pode deixar de considerar o estudo de viabilidade de acordo com a situação econômica geral.

 

Conte com a devida mão de obra

Avalie como está a carga de trabalho da sua mão de obra atual. Lembre-se de que a expansão do negócio demanda aumento da produção. Sua equipe precisa estar preparada para isso. Sem falar que os gastos com pessoal devem entrar na conta da expansão, ainda que ela inicialmente não preveja novas contratações.

 

Tenha uma reserva para imprevistos

Não é possível iniciar um projeto de expansão sem que exista uma reserva financeira para imprevistos. E isso mesmo se o planejamento de crescimento da empresa incluir a obtenção de linhas de crédito para seguir adiante, viu?

Aqui vai uma regra essencial principalmente para os primeiros meses da expansão: lide com esse momento como se estivesse na fase de abertura da empresa. Tenha uma reserva de caixa e procure o Serasa Empreendedor para ajudá-lo no acesso a empréstimos.

 

Seja capaz de escalar o negócio

Há uma forma mais segura (e menos custosa) de expandir os negócios — estamos falando do que atualmente é chamado de escalabilidade. Isso significa que você pode tomar ações na empresa para seu crescimento sem a necessidade, por exemplo, de aumentar o espaço físico ou o número de funcionários.

A ideia, nesse caso, é aumentar as vendas com investimentos mais baixos, mantendo seu custo fixo na mesma linha. Um exemplo de negócio escalável é a abertura de franquias, já que o aumento da estrutura e a contratação de mais funcionários ficam por conta dos franqueados.

 

Defina como pode expandir o negócio

Além de todos os fatores que precisam ser avaliados antes de decidir pela expansão, o empreendedor deve saber que há diferentes formas de fazer com que o crescimento do negócio funcione. Conheça algumas delas!

 

Abertura de filiais

Uma das maneiras de expandir negócios é abrindo novas filiais. Para isso, no entanto, é preciso fazer uma análise aprofundada de viabilidade, considerando todos os fatores que mencionamos, o que inclui lucratividade e avaliação do mercado no segmento de atuação.

Há ainda outros pontos que devem ser definidos com máxima clareza, como a localização da nova unidade e se sua empresa tem fôlego para segurar esse desafio.

 

Investimento em franquias

Você pode escolher entrar em um sistema de franquias, compartilhando o investimento em novas unidades, contratação de funcionários e aumento do estoque com os franqueados. Para isso, é preciso se comprometer com o negócio, criando manuais de padronização e controle de qualidade dos produtos e serviços oferecidos.

 

Fusões ou aquisições

Outra forma de promover a expansão dos negócios é por meio das fusões ou aquisições de empresas no segmento que já atuam na área em que você pretende crescer. Nesse caso, é preciso atenção especial para a escolha da parceria, os dados financeiros, suas políticas e visões.

Nesse modelo, seu crescimento se dará justamente pelo aproveitamento do alcance que a empresa adquirida ou que se fundirá à sua já tem.

Como você pode ver, existem diferentes modelos para expandir negócios. Um deles provavelmente é mais adequado para a situação atual do seu empreendimento.

Existem sim outras maneiras de conseguir isso, como aumentando sua presença na internet com a abertura de um e-commerce, por exemplo, licenciando produtos, comprando novos equipamentos, entre outras. Avalie cada opção com o devido cuidado que esse passo requer.

Quer obter conteúdos importantes para o seu negócio? Conheça o Serasa Empreendedor.