Imagem do artigo

Em novo aplicativo, Caixa disponibiliza serviços e solicitações do DPVAT de maneira 100% digital

Avatar
Escrito por Certificado Digital
Nota dos leitores
para este artigo:
10

Para ter acesso à ferramenta, usuário deve se cadastrar no portal da Caixa e, com o Certificado Digital, tem a segurança na autenticação e a validade jurídica garantidas com ainda mais agilidade

A Caixa Econômica Federal anunciou o lançamento de um aplicativo destinado exclusivamente ao Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT). A iniciativa veio para facilitar e ampliar o acesso dos cidadãos aos serviços, permitindo que eles façam o envio de documentos e acompanhem a solicitação de indenização diretamente de seus aparelhos celulares.

O DPVAT é um seguro obrigatório usado para indenização de vítimas de acidente de trânsito que foi criado em 1974 e, desde 1º de janeiro de 2021, passou a ser de responsabilidade da Caixa e se tornou gratuito. Ele é uma forma de amparo oferecido às vítimas de acidentes de trânsito em todo o território nacional, independentemente de quem seja o culpado e de o veículo causador ser identificado.

Motoristas, passageiros ou pedestres, brasileiros ou estrangeiros, têm o direito de entrar com o pedido de indenização, bem como familiares de envolvidos no acidente, desde que ele tenha resultado em morte, invalidez permanente (total ou parcial) e/ou gere despesas médicas por danos físicos.

Com a criação de um aplicativo específico para o serviço, ter acesso ao DPVAT tornou-se muito mais prático e simples. O usuário precisa se cadastrar no portal da Caixa — ou utilizar as informações de login em outros apps da Caixa, como Habitação, FGTS e Caixa Tem. Então, o cidadão deve escolher a opção “Quero solicitar minha indenização DPVAT”, informar dados do acidente, preencher os dados da vítima e enviar a documentação necessária.

De acordo com o acidente, diferentes documentações podem ser solicitadas, mas entre as básicas estão cópias dos documentos de identificação da vítima, como carteira de identidade (ou certidão de nascimento ou certidão de casamento), carteira de trabalho modelo novo, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e Cadastro Pessoa Física (CPF).

Para tornar o procedimento mais prático e ainda mais seguro, o cidadão pode optar por utilizar o Certificado Digital, como o e-CPF, que permite que as operações sejam autenticadas com validade jurídica. Após a solicitação ser aprovada, o pagamento da indenização será feito em até 30 dias em uma Conta Poupança Digital da Caixa, no Caixa Tem, em nome da vítima ou dos beneficiários, dependendo do caso.

A Serasa Experian oferece Certificados Digitais com total segurança, conforto e confiabilidade. Há diversos tipos de assinatura digital, como o e-CNPJ (pessoa jurídica), o e-CPF (pessoa física), o e-Saúde, o e-Jurídico e o e-Contador. Cada uma delas fornece serviços específicos para cada cidadão e profissional.

Para mais informações, visite o site Serasa Experian Certificado Digital.

 

 

Este artigo lhe foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Obrigado pelo seu voto!

Ele será muito importante para nossa avaliação
Usamos cookies para personalizar o conteúdo, adaptar e medir anúncios, além de oferecer uma experiência mais segura a você. Ao continuar a navegação em nosso site, você concorda com o uso dessas informações. Leia nossa Política de Cookies e saiba mais.
×
Assine nossa newsletter | Assine a newsletter e receba as últimas novidades no seu email.