Imagem do artigo

Utilização de biometria em aeroportos brasileiros

Giovanna Baseotto
Escrito por Giovanna Baseotto
Nota dos leitores
para este artigo:
10

Os aeroportos brasileiros farão a utilização de uma nova tecnologia de reconhecimento de biometria. Ela será testada em projeto piloto no aeroporto de Florianópolis (SC), a partir de setembro deste ano. O projeto, que estava em desenvolvimento há alguns anos, tem ganhado mais notoriedade em meio ao isolamento social e à necessidade de medidas sanitárias cada vez mais restritivas. O setor da aviação é um dos mais afetados pelas medidas de isolamento social.

A novidade que entrará em funcionamento é conhecida como “Embarque Seguro”. Um sistema de reconhecimento que promete agilizar a vida dos viajantes, com uma nova experiência de embarque. A identidade do passageiro será checada apenas pela identificação facial, sem a obrigação da avaliação de qualquer tipo de documento. 

A validade da identidade será verificada através de duas selfies. Uma antes da entrada na área restrita do aeroporto e outra, imediatamente anterior ao embarque. A base de dados para o reconhecimento das imagens será a do Denatran, Departamento Nacional de Trânsito. O sistema vai cruzar o reconhecimento biométrico da máquina com a selfie, que poderá, inclusive, ser tirada em casa, por exemplo, por meio do celular.

Saiba mais detalhes sobre o projeto

O programa foi projetado pelo Ministério da Infraestrutura, por meio da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC), em parceria com o Serpro, Serviço Federal de Processamento de Dados.

A solução ainda permite o controle de toda a trajetória do viajante, seu histórico e das pessoas que compartilharam voos com ele, além de integrar dados de órgãos diversos, como Interpol e Polícia Civil. Mais à frente, a ferramenta também deverá avisar o viajante sobre quanto tempo falta para a saída do voo e identificar o portão correto de embarque, entre outros serviços.

Na fase de testes, os técnicos devem utilizar apenas a foto da carteira de motorista do cidadão para a validação. Portanto, quem quiser participar precisará ser maior de idade e habilitado como motorista. Além disso, as equipes também planejam ampliar os locais de testes para outros aeroportos, além do de Florianópolis, para a adoção da tecnologia.

O uso de todas as informações está alinhado à LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). O processo de identificação atende às necessidades de segurança pública e defesa nacional e o compartilhamento de informações só será possível mediante convênio prévio entre os órgãos.

Entretanto, a empresa aérea terá de alinhar seus sistemas internos para fazer o embarque por biometria.

O uso de biometria nos aeroportos é mais um passo na direção de aumentar o número de serviços usados pelo público em geral que utilizam tecnologias digitais. A adoção desse sistema vai, portanto, na mesma linha que o uso da Certificação Digital em diversos setores da sociedade.

A Certificação Digital é, hoje, uma tecnologia acessível e bastante utilizada, com mais segurança e menos burocracia.

Quer saber mais sobre o Certificado Digital?

Por fim, para saber mais sobre a tecnologia, acesse https://serasa.certificadodigital.com.br/ecpf/.

Este artigo lhe foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Obrigado pelo seu voto!

Ele será muito importante para nossa avaliação
Usamos cookies para personalizar o conteúdo, adaptar e medir anúncios, além de oferecer uma experiência mais segura a você. Ao continuar a navegação em nosso site, você concorda com o uso dessas informações. Leia nossa Política de Cookies e saiba mais.
×
Assine nossa newsletter | Assine a newsletter e receba as últimas novidades no seu email.