Imagem do artigo

Machado de Assis era contador? Pesquisadora faz descoberta histórica

Avatar
Escrito por Comunicação
Nota dos leitores
para este artigo:
10

Um dos maiores nomes da literatura brasileira e primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras, Machado de Assis era também contador. Este é, pelo menos, o resultado da pesquisa histórica feita por uma professora da UFSCar publicada no final de 2016, que aponta o escritor carioca tendo exercido funções de guarda-livros, uma das primeiras denominações para o profissional de contabilidade.
 
Isabel Cristina Sartorelli, doutora em contabilidade e professora adjunta de administração da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), decidiu pesquisar o tema pela curiosidade em torno de citações sobre números e finanças nas obras do escritor. A pesquisa levou cinco anos para ser concluída e publicada.
 
O resultado foi a descoberta de que Machado de Assis exerceu a função de guarda-livros em 1873, no cargo de responsável pelas contas da Secretaria de Estado da Indústria, Viação e Obras –o que é, hoje, o Ministério dos Transportes. O escritor assumiu o cargo de diretor da secretaria até 1899 e, após três anos longe das funções, acabou nomeado diretor-geral da Diretoria de Contabilidade, entre 1902 e 1908 -até sua morte.
 
Em entrevista ao portal G1 Sorocaba e Jundiaí, Sartorelli diz que, além das relações com os números, via sempre presente nas obras de Assis a figura do guarda-livros –termo usado à época como referência ao contador.
 
Machado de Assis é considerado o grande nome da literatura brasileira pela importância de suas obras. Ele é o criador de romances como Dom Casmurro, O Alienista, Memórias Póstumas de Brás Cubas e Quincas Borba. Presidiu a Academia Brasileira de Letras, em 1897, assumindo a cadeira de número 23 –ele indicou José de Alencar para ser patrono da Academia e cedeu-lhe a cadeira 1.
 
O escritor-contador também já teve sua imagem associada ao mercado financeiro nacional. Entre 1987 e 1990, o rosto de Machado de Assis estampou as notas de 1.000 cruzados emitidas pelo Banco Central do Brasil.
 
Fonte: G1 Sorocaba e Jundiaí

Este artigo lhe foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Obrigado pelo seu voto!

Ele será muito importante para nossa avaliação
Usamos cookies para personalizar o conteúdo, adaptar e medir anúncios, além de oferecer uma experiência mais segura a você. Ao continuar a navegação em nosso site, você concorda com o uso dessas informações. Leia nossa Política de Cookies e saiba mais.
×
Assine nossa newsletter | Assine a newsletter e receba as últimas novidades no seu email.